quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Poemeto para ela...o meu amor!

Quero você em mim
suor, desejo, pele
beijos desenfreados
entre paredes surdas.
Quero você...mulher
fêmea, amante, deusa
companheira de todas as causas
nas horas em que preciso ser homem.
Preciso de ti aqui e agora
[nesses desertos...de almas]
para ser feliz.
Meu amor:
você é o sol que alegra os meus dias.

2 comentários:

  1. Só mesmo os poetas, vestidos de todas as suas riquezas é que conseguem e podem falar um pouco mais sobre saudade.
    Maria Bethânia cantando Dominguinhos completa: "Tô com saudade de tu, meu desejo, tô com saudade do beijo e do mel, do teu olhar carinhoso, do teu abraço gostoso, de passear no teu céu".

    ResponderExcluir